‘Tekken 8’ dá uma aula sobre jogos de luta 

Título conta com um elenco de 32 personagens e apresenta um sistema de batalha que pode ser convidativo tanto para os novatos, quanto para os profissionais

‘Tekken 8’ dá uma aula sobre jogos de luta 

Foto: Divulgação/Bandai

A franquia “Tekken”, da Bandai, foi uma das grandes responsáveis por popularizar o gênero de jogos de luta em 3D, ao lado do também aclamado “Virtua Fighter”, da Sega. O primeiro game da saga chegou 1994 para os Arcades, mas se tornou popular em 1995, após ser lançado para o primeiro Playstation. 29 anos depois, a Bandai apresenta o oitavo episódio do game, que se provou um dos títulos mais sólidos de seu segmento. O LeiaJá teve a oportunidade de testar “Tekken 8” na versão de Playstation 5.

“Tekken 8” continua com a trama da família Mishima, desta vez, focada na jornada vingativa de Jin Kazama, filho do vilão Kazuya Mishima. Aqueles que não acompanharam a narrativa nos últimos jogos, podem conferir um resumo completo da franquia, dividido em sete vídeos curtos, que estão disponíveis no menu inicial do jogo.

História do jogo

A história de “Tekken 8” se mostra competente dentro do que a franquia sempre se propõe a fazer, no entanto, ela pode surpreender negativamente os desavisados, já que ela está repleta de exageros. Um exemplo pode ser visto logo na cena inicial, onde Jin Kazama sobe em um prédio de moto e arremessa o veículo contra um helicóptero. Esse tipo de cena pode desagradar aqueles que buscam algo mais realista.

Embora os acontecimentos da história sigam uma linha mais fantasiosa, o mesmo não pode ser dito da modelagem dos personagens, que adota um aspecto realista e mostra mais uma vez o poder da Unreal Engine 5. Além disso, os efeitos visuais são um show à parte e fazem de “Tekken 8” um dos games mais bonitos da geração.

Após concluir o modo história, os jogadores podem se aventurar nas outras categorias de jogo, que inclui o “Batalha Arcade”, onde é possível escolher um, entre os 32 personagens disponíveis e encarar uma sequência de cinco lutas. Ao vencer os duelos, será exibida uma cinemática centrada no combatente escolhido, da mesma maneira que ocorria nos primeiros jogos da série.

Os personagens de Tekken 8

Entre os 32 personagens disponíveis em “Tekken 8”, encontram-se velhos conhecidos dos fãs, como Paul Phoenix, Marshall Law, Ling Xiaoyu, Nina Williams, Hwoarang, Yoshimitsu, além dos já citados Jin Kazama e Kazuya Mishima. Vale destacar que o capoeirista Eddy Gordo já foi confirmado como primeiro personagem de DLC do jogo, mas ainda não possui uma data de lançamento.

Outro modo de jogo clássico que retorna no oitavo capítulo, é o “Tekken Ball”, um mini game de vôlei, em que os jogadores precisam acertar uma bola de praia com os seus golpes e pontuar em cima dos adversários. A modalidade surgiu pela primeira vez em “Tekken 3” (1997) e não traz nenhuma adição significativa para história ou gameplay, é apenas um bônus para se divertir com os amigos.

Gameplay

“Tekken 8” chega com um sistema de batalha bastante convidativo, que pode agradar tanto os jogadores profissionais, quanto os casuais. No controle do Playstation, os botões “quadrado” e “triangulo” são destinados para cada um dos braços dos lutadores, já o “X” e “O” são voltados para as pernas.

Além disso, existe uma barra chamada de “Heat Burst”, que pode ser ativada com o botão “R1” e concede ao lutador mais força e agilidade por um tempo limitado. Ao pressionar novamente o “R1”, o lutador realiza um combo especial, que se acertar, pode diminuir consideravelmente a vida do adversário.

Diferente de outras franquias de luta, “Tekken 8” não se utiliza de magias no combate (com exceção de alguns chefes presentes no modo história) e todos os movimentos se resumem a sequências variadas de chutes e socos.

Ao compreender todos os conceitos básicos de “Tekken 8”, não demora muito para que o jogador iniciante consiga encarar o game em dificuldades mais elevadas ou em duelos no modo online. É importante ressaltar que o título conta com o protocolo “rollback netcode”, que visa garantir o dinamismo das partidas online e diminuir os “lags” (nome dado para todo tipo de falhas, atrasos ou lentidões causadas pela conexão da internet).

Outro acerto de “Tekken 8”, é o fato de ele oferecer suporte para crossplay. Desta maneira, é possível jogar no modo online com jogadores de diferentes plataformas, por exemplo, o dono de um PS5 pode jogar contra alguém que tá no Xbox Series X/S ou PC.

O oitavo título da franquia “Tekken” mostra o poder da atual geração de consoles e também ensina como um game de luta deve estar em seu lançamento, com diversos modos de jogos disponíveis, elenco de personagens variados e um online funcional. O jogo está disponível para PS5 e Xbox Series X/S por R$349,90; e PC por R$269,90.

Colaboração de Alfredo Carvalho, para o LeiaJá