Ataque hacker prejudica atendimento no Instituto de Câncer

Serviço de radioterapia e marcação de consultas foram suspensos

Ataque hacker prejudica atendimento no Instituto de Câncer

Um ataque hacker invadiu o sistema de tecnologia do Instituto Nacional deCâncer (Inca), no Rio de Janeiro, no último sábado (27). Segundo a instituição, os programas de segurança foram ativados, mas os serviços de tecnologia precisaram ser interrompidos para evitar danos.

O setor de radioterapia precisou ser suspenso temporariamente e só será retomado quando houver segurança necessária para o religamento do sistema, de acordo com a assessoria de imprensa do instituto. As marcações de consultas também foram interrompidas.

No entanto, de acordo com o Inca, as consultas agendadas estão ocorrendo normalmente, por meiode anotações manuais sobre a evolução do paciente e receitas feitas à mão. As internações, cirurgias, sessões de quimioterapia e o funcionamento do centro de tratamento intensivo (CTI) também continuam normais.

“O Inca reafirma o compromisso com a saúde e o bem-estar dos pacientes, suas famílias e colaboradores. Estamos acompanhando de perto odesenvolvimentodo trabalho da equipe de TI para assegurar que o serviço ao público não seja prejudicadoe as marcações possam ser retomadas”, informa nota divulgada pelo instituto.