Google lançará um chatbot parecido com o ChatGPT

O aplicativo de inteligência artificial (IA) chamado Bard “busca combinar a amplitude do conhecimento mundial com o poder, a inteligência e a criatividade de nossos grandes modelos de linguagem”

O Google anunciou nesta segunda-feira (6) que lançará um chatbot chamado Bard, que pretende competir com o ChatGPT – um aplicativo de inteligência artificial (IA), que imita convincentemente a escrita humana, no qual a Microsoft investiu bilhões de dólares.

O ChatGPT, criado pela OpenAI, empresa sediada em San Francisco, nos EUA, tem chamado atenção por sua habilidade para escrever ensaios, poemas e códigos de programação sob demanda em questão de segundos. A ferramenta desencadeou temores sobre seu possível uso para trapacear ou sua capacidade de tornar obsoletas certas profissões.

A Microsoft anunciou no mês passado sua aposta na OpenAI e começou a integrar funções do ChatGPT à sua plataforma Teams, na expectativa de adaptar o recurso para seu pacote Office e motor de busca Bing.

Sua possível inclusão no Bing gerou especulações sobre o fato de que o Google, responsável pelo buscador mais popular do mundo, poderia enfrentar uma concorrência sem precedentes.

A mídia apontou que o sucesso do ChatGPT é considerado uma ameaça de “código vermelho” pelo Google, que não se encontra em seu melhor momento e anunciou recentemente a demissão de 12 mil pessoas, assim como uma maior ênfase em projetos de IA.

O CEO da companhia, Sundar Pichai, indicou nesta segunda em seu blog que o serviço de inteligência artificial Bard seria testado para “nas próximas semanas” se tornar disponível ao público geral.

O Bard é baseado em LaMDA (Language Model for Dialogue Applications, ou Modelo de Linguagem para Aplicações de Diálogo), sistema em desenvolvimento pela empresa há vários anos.

“Bard busca combinar a amplitude do conhecimento mundial com o poder, a inteligência e a criatividade de nossos grandes modelos de linguagem. É baseado em informações da web para fornecer respostas novas e de alta qualidade”, escreveu Pichai.