Porto Digital terá 1ª base de startup estoniana no Brasil

Parceria foi anunciada pelo prefeito do Recife, João Campos, que participa da COP-26, conferência da ONU pelo clima

Porto Digital terá 1ª base de startup estoniana no Brasil

O parque tecnológico do Recife, Porto Digital, foi escolhido pela startup Timbeter como primeiro escritório da empresa no Brasil. Com sede na Estônia, a especializada em tecnologia verde está presente com soluções em pelo menos 37 países, tendo sido criada há oito anos. A parceria foi firmada pelo prefeito do Recife, João Campos (PSB-PE), na manhã desta quinta-feira (4), durante as reuniões bilaterais da Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mudança Climática, a COP-26, em Glasgow, na Escócia. Em anúncio, o gestor mencionou que seriam pensadas políticas em benefício das creches e escolas da cidade, mas não deu mais detalhes.

A Timbeter se descreve como “uma empresa greentech especializada em medição de toras de madeira (“timber”, do inglês, e por isso nome), utilizando Inteligência Artificial”. 

“Já temos uma grande notícia para o Recife aqui em Glasgow. Acabamos de nos reunir com os representantes da Timbeter. A empresa anunciou seu primeiro escritório no Brasil e ele será na nossa cidade, no nosso parque tecnológico, o Porto Digital! A startup da Estônia atua no ramo de tecnologia verde e possui soluções contra o desmatamento ilegal, atuando na preservação de biomas em 61 países. O compromisso tá firmado e a próxima reunião já será no Recife! Seguimos na busca de investimentos e parceiras!”, escreveu o prefeito em anúncio, logo após a decisão.

A agenda de João Campos na COP-26 se iniciou na quarta-feira (3) e irá até o sábado (6). O prefeito deverá encontrar com gestores de diferentes cidades da América Latina e com representantes de programas e empresas sobre sustentabilidade. Mais jovem prefeito da história do Recife, ele também deve coordenar uma palestra sobre Juventude e Empoderamento Público. Na agenda, também estão as assinaturas da Declaração de Edimburgo e do Manifesto de Jovens pela Educação Climática de Greta Thunberg, que pede a implementação da educação climática na Educação Básica do Brasil.