Facebook pede rejeição de ações antitruste

O Facebook terá que cumprir um alto padrão legal para convencer um juiz federal a rejeitar os casos antes do julgamento

qui, 11/03/2021 - 07:34

O Facebook pediu nesta quarta-feira (10) a um juiz federal para que rejeitasse ações antitruste contra a empresa, argumentando que os agentes do governo não têm base válida para alegar que o gigante da mídia social está suprimindo a concorrência.

A Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) e os estados que representaram contra o Facebook teriam ignorado a "dinâmica" do mercado "extremamente competitivo" em que opera, segundo a defesa. Além disso, a companhia alega que os clientes não passaram a pagar preços mais caros em virtude das ações.

Os registros da empresa no Tribunal Distrital dos EUA em Washington marcam sua primeira tentativa legal desde que a FTC e 46 estados processaram o Facebook em dezembro sob alegações de que a empresa preservou ilegalmente o status de monopólio ao congelar e comprar concorrentes em potencial. A acusação é de que a companhia escolheu comprar empresas ao invés de competir com elas, como nos casos de WhatsApp e Instagram.

O Facebook terá que cumprir um alto padrão legal para convencer um juiz federal a rejeitar os casos antes do julgamento. Para prevalecer o pedido de arquivamento, a empresa deve demonstrar que as alegações factuais dos reclamantes sobre a natureza do mercado, mesmo que aceitas como verdadeiras, não constituem uma ação judicial válida. A expectativa é de que a FTC e os estados se pronunciem em abril.

 

Fonte: Dow Jones Newswires.

COMENTÁRIOS dos leitores