Facebook é alvo de ação por uso ilegal de dados

A ação coletiva foi feita por uma associação de consumidores no Reino Unido

qui, 29/10/2020 - 17:40
Lionel BONAVENTURE A Cambridge Analytica armazenou sem permissão os dados de 87 milhões de usuários do Facebook Lionel BONAVENTURE

Uma associação de consumidores anunciou nesta quinta-feira (29) ter entrado com uma ação coletiva no Reino Unido contra o Facebook pelo uso ilegal de dados de um milhão de usuários na Inglaterra e no País de Gales, a partir do escândalo da Cambridge Analytica.

A Cambridge Analytica é uma empresa britânica, que armazenou sem permissão os dados de 87 milhões de usuários do Facebook para lançar campanhas de manipulação maciça, com as quais esperava influenciar eleitores britânicos e americanos.

Depois que esse escândalo explodiu, em março de 2018, o Facebook aceitou pagar multa de 500 mil libras em um acordo com o regulador britânico de proteção de dados.

O montante da multa era o máximo possível por violação da lei de proteção de dados no Reino Unido.

Agora, o objetivo desta ação coletiva, apresentada pela associação "Facebook You Owe Us" (Facebook, você tem uma dívida conosco), é "abrir o caminho para que os consumidores britânicos obtenham reparação e indenização pelo uso indevido de seus dados por parte das maiores empresas do mundo", destacaram em um comunicado.

A ação é encabeçada pelo ativista de direitos humanos Alvin Carpio, cujos dados foram coletados pelo Facebook, e defendida pelo escritório de advogados Milberg, com sede em Londres. Contatado pela AFP, o Facebook não reagiu até o momento.

COMENTÁRIOS dos leitores