Golpe do WhatsApp promete saque para itens de higiene

Os criminosos estão se aproveitando do surto do Covid-19 para enganar beneficiários do Bolsa Família

por Victor Gouveia qua, 18/03/2020 - 08:23

Embed:

Diante da infestação do Covid-19 e o medo da população de se contaminar, a Polícia Federal (PF) alerta para um novo golpe do WhatsApp, que promete R$ 470 para a compra de itens de prevenção. Os criminosos estão se aproveitando da apreensão causado pelo vírus para enganar beneficiários do Bolsa Família.

Durante a semana passada, a PF passou a monitorar o falso link que está sendo enviado para contas de WhatsApps e Facebook. Através da necessidade da população de baixa renda, os responsáveis utilizam-se do programa de assistência para atraí-los ao golpe. Acredita-se que os alvos tenham restrições financeiras para adquirir materiais de higiene necessários para o combate ao novo coronavírus, como o álcool em gel e máscaras.

Ao acessar o link, os usuários são incentivados a preencher um formulário com dados pessoais como nome completo, endereço, número do cartão, senha e CPF. Em posse das informações das vítimas, a quadrilha pode sacar o FGTS ou o próprio valor do Bolsa Família. Os criminosos também podem abrir contas bancárias, fazer empréstimos ou compras com cartão de crédito.

Independente de estar ou não cadastrado no Bolsa Família, os golpistas informam que a vítima tem direito ao acréscimo. Para dar credibilidade à mensagem, falsos relatos de supostos beneficiários que conseguiram sacar a quantia são exibidos e a logomarca do programa é utilizado criminosamente. Para que o falso agendamento do saque seja computado, a vítima ainda é obrigada a compartilhar o link com três grupos e mais sete amigos.   

Para evitar a disseminação do golpe, a Polícia Federal listou medidas de prevenção:

1. Ao receber uma mensagem deste tipo, desconfie sempre antes de clicar nos links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais.

2. Cuidado com o imediatismo de mensagens tais como: agendamentos liberados até hoje, último dia para o saque, urgente, não perca essa oportunidade, quase sempre tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não averiguem a veracidade do conteúdo nas páginas e órgãos oficiais.

3. Certifique-se no site oficial da empresa ou governamental sobre a veracidade do que está sendo oferecido, principalmente quando se tratar de supostas promoções, ofertas de dinheiro, brindes, descontos ou até promessas de emprego. Nesse caso, o Ministério da Cidadania já esclareceu e alertou que são falsas as informações sobre o suposto benefício de R$ 470 reais para compra de produto de limpeza e máscaras para prevenir o coronavírus.

4. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos – você pode estar sendo usado por bandidos para espalhar o golpe e prejudicar outras pessoas.

5. Nenhum órgão do governo federal se comunica solicitando dados e informações dos seus beneficiários ou servidores através de links via WhatsApp;

6. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados pessoais de links enviados pelo WhatsApp;

7. Mantenha um bom antivírus instalado no celular.

COMENTÁRIOS dos leitores