Controladora do Submarino tem prejuízo de R$ 22,5 mi no semestre

Resultado decorre principalmente das dificuldades em superar gargalos relacionados ao planejamento e à logística.

IDG Nowpor diogo sab, 06/08/2011 - 13:49

No primeiro semestre de 2011, a B2W, que controla as marcas Submarino, Americanas.com e Shoptime, teve prejuízo de 22,5 milhões de reais, revertendo o lucro líquido de 32 milhões de reais registrados nos primeiros seis meses de 2010. Entre abril e junho, o resultado foi negativo em 20,9 milhões de reais. Foi o terceiro trimestre consecutivo de prejuízo da empresa, que não tem conseguido superar problemas relacionados a gargalos na logística e planejamento.

“O operacional da empresa como um todo está com problemas”, afirma a analista de varejo, consumo e shoppings da Ativa Corretora, Júlia Monteiro. Para a especialista, apesar dos esforços, a B2W continuará apresentando dificuldades nos próximos trimestres.

“Os entraves com entregas dos produtos vendidos que a companhia apresenta desde o final de 2010, continuam impactando seus custos e margens. Acreditamos que a B2W ainda será pressionada pelo acirramento da concorrência, com perda de market share, e elevação despesas financeiras, que devem continuar sacrificando o bottom line [resultado financeiro final, que pode ser lucro ou prejuízo].”

Segundo release da empresa, uma das principais causas do prejuízo do primeiro semestre foram as despesas não recorrentes “relacionadas à solução de problemas de entrega ocorridos em dezembro de 2010”. Esses custos foram o aumento de despesas com logística e transportadoras para regularizar os problemas com vendas atrasadas que se acumularam a partir do final do ano passado.

Para Júlia, também deve ser levado em conta, na análise dos resultados, as despesas com antecipação de recebíveis. “Como boa parte de suas vendas é realizada em parcelas via cartão de crédito, com tíquete médio alto, e necessita de alto fluxo de caixa, a empresa tem de recorrer à antecipação por recebíveis. Como seu negócio tem um risco maior de inadimplência, acaba pagando taxa de juros maior pelos recebíveis”, esclarece a analista.

No semestre, o faturamento da B2W ficou em 2,01 bilhões de reais, com aumento de 7,7% sobre o obtido entre janeiro e junho de 2010. Já no segundo trimestre, a receita aumentou apenas 3% em relação a igual período do ano passado, atingindo 982,6 milhões de reais. A especialista da Ativa destaca que a base de comparação requer ressalvas. “Lembramos que a base de comparação do 2T10 foi positivamente influenciada pela Copa do Mundo.”

COMENTÁRIOS dos leitores