Após prisão do vice-prefeito de Catende, PSDB se posiciona

De acordo com o PSDB, desde abril ele não faz mais parte do partido. Colaço agora integra os quadros do Podemos

Após prisão do vice-prefeito de Catende, PSDB se posiciona

vice-prefeito de Catende, Antonio Luiz Colaço Lira Foto: Reprodução

O vice-prefeito de Catende, Antonio Luiz Colaço Lira, não faz parte dos quadros do PSDB desde abril, conforme informou a assessoria de imprensa da legenda na noite desta segunda-feira (17). Mais cedo, contudo, a sigla havia confirmado que Antonio Egito, como é conhecido, ainda era um tucano.

O vice-prefeito que teve sua prisão decreta nesta segunda-feira (17), está filiado ao Podemos. A prisão do gestor ocorreu após ele publicar um vídeo fazendo disparos com arma de fogo, enquanto estava sentado em um sofá na sala da casa dele, no último domingo (16).

“Pode ou não? Eu tô na minha casa. Posso ou não, na minha casa? Mais um tá bom, mais um tá bom?”, questiona Colaço ao efetuar os disparos. “Estou feliz, estou na minha casa. Quem manda sou eu, minha mulher e meus filhos. Bora ou vamos?”, complementa ao cantar uma música da banda Calcinha Preta.

Colaço no Podemos

Em nota, o PSDB também disse que “o partido repudia veementemente qualquer atitude que desrespeite as leis e a constituição brasileira”. De acordo com os tucanos, Colaço já não iria compor a chapa majoritária com a atual prefeita, Dona Graça (PSDB), na corrida pela reeleição municipal.