Embaixada da Hungria demite funcionários após passagem de Bolsonaro

Os dois funcionários são brasileiros e deixaram as funções por suspeita de vazar as imagens do ex-presidente no local.

Embaixada da Hungria demite funcionários após passagem de Bolsonaro

O ex-presidente Jair Bolsonaro. Foto: João Velozo/LeiaJá/Arquivo

A embaixada da Hungria demitiu dois funcionários brasileiros após o vazamento das imagens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no local. O ex-mandatário Executivo passou duas noites na embaixada durante as investigações por tentativa de golpe.

De acordo com a CNN, os funcionários tinham acesso ao monitor de vigilância. Eles deixaram a função mesmo sem a comprovação sobre o envolvimento no vazamento das imagens. O embaixador Miklós Halmai ainda não se pronunciou oficialmente sobre as demissões.

LeiaJá também: Bolsonaro se reuniu três vezes com primeiro-ministro da Hungria

Com a polêmica em torno da recepção a Bolsonaro, Halmai disse ao Itamaraty que o ex-presidente foi convidado para conversar assuntos de interesse dos dois países.