PF: ‘Guru’ de Milei participou de desinformação sobre eleições

Segundo a PF, Cerimedo integrou o “núcleo de desinformação e ataques ao sistema eleitoral”, divulgando fake news sobre o sistema de votação

PF: ‘Guru’ de Milei participou de desinformação sobre eleições

Cerimedo e Eduardo Bolsonaro, em outubro de 2022. Foto: Reprodução/Twitter

O publicitário argentino Fernando Cerimedo, um dos estrategistas da campanha do presidente Javier Milei, foi citado nos relatórios da PF que embasaram a determinação do ministro Alexandre de Moraes para realizar a operação Tempus Veritatis, que hoje (8) teve como alvo o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Segundo a PF, Cerimedo integrou o “núcleo de desinformação e ataques ao sistema eleitoral”, divulgando fake news sobre o sistema de votação para criar um clima favorável ao golpe.

O argentino teve um papel destacado na disseminação de supostos estudos sobre irregularidades na votação de outubro de 2022, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) derrotou Bolsonaro, indica o relatório da PF.

Cerimedo trabalhou ao lado do ex-ministro da Justiça Anderson Torres e do tenente-coronel Mauro Cid, ex auditor de ordens de Bolsonaro entre 2019 e 2022. Em 2023, Cid se tornou delator premiado.

Relação do ‘Guru’ de Milei com os Bolsonaro

Fernando Cerimedo tem uma antiga relação com o deputado Eduardo Bolsonaro (PL), que fez várias viagens à Argentina em 2022 e 2023 para apoiar Milei. O deputado é o elo entre o presidente argentino e Jair Bolsonaro.

Cerimedo é considerado um “guru” da campanha de Milei, da coalizão “La Libertad Avanza”, nas redes sociais em 2023.

Cerimedo afirma ter uma especial admiração por Milei e assegura que sua assessoria na campanha do “La Libertad Avanza” foi “ad honorem” (para a honra, sem contrapartida).