Vereadora Zirleide Monteiro renuncia ao cargo em Arcoverde

Parlamentar gerou polêmica ao dizer no plenário da Câmara de Vereadores que uma mulher foi ‘castigada por Deus’ por ter filho com deficiência

Vereadora Zirleide Monteiro renuncia ao cargo em Arcoverde

A vereadora Zirleide Monteiro (PTB) resolveu renunciar ao cargo. Nessa sexta-feira (10), a parlamentar enviou um ofício a Câmara de Vereadores de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, informando sua decisão. Zirleide disse que refletiu bastante desde que gerou polêmica com seu discurso realizado em uma sessão.

No final de outubro, Zirleide deu o que falar ao dizer que uma mulher foi ‘castigada por Deus’ por ter filho com deficiência. Comunicando seu afastamento, a vereadora afirmou que o seu mandato sempre esteve a favor “da população e das pessoas mais necessitadas com dezenas de projetos de leis voltadas as pessoas com deficiências, mulheres, LGBTQIAP+ e as minorias”.

“Assim, na certeza do dever cumprido, renuncio ao mandato de Vereadora do Município de Arcoverde, do qual fui eleita com 1856 votos em 15 de novembro de 2020. Vamos seguir em frente, sempre com Arcoverde e nosso povo no coração. Obrigada, Arcoverde!”, declarou.

Quando a declaração polêmica de Zirleide Monteiro veio à tona, muita gente repudiou a atitude dela. No momento da sessão, o vereador Wevertton Siqueira (Podemos) pediu que ela se desculpasse pelas ofensas proferidas. Logo após retomar a palavra, Zirleide pediu perdão pela sua expressão.