Lula promete alternativas para baixar preço de veículos

O presidente entende que um carro considerado popular não pode ser vendido por R$ 90 mil

Lula promete alternativas para baixar preço de veículos

Desconfortável com os preços dos veículos no Brasil, nessa quinta-feira (4), o presidente Lula (PT) prometeu avaliar alternativas para baratear esses valores e oferecer melhores condições de pagamento para aquecer o mercado. Ele também voltou a criticar o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, pela atual taxa de juros. 

A fala foi feita na primeira reunião do recém-formado Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável (CDESS), o “Conselhão“. O órgão foi recriado pelo presidente para auxiliar na elaboração de políticas públicas. 

“Qual pobre que pode comprar carro popular por R$ 90 mil? Um carro de R$ 90 mil não é popular. É para classe média”, afirmou Lula em seu discurso.

LeiaJá tambémLula: ‘Trabalhadores de app precisam de proteção social’

Mais uma vez, o presidente fez críticas diretas ao presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, pela taxa de juros de 13,75%. “É engraçado, é muito engraçado o que se pensa neste país. Todo mundo aqui pode falar de tudo, só não pode falar de juros. Todo mundo tem que ter cuidado. Ninguém fala de juros, como se um homem sozinho pudesse saber mais do que a cabeça de 215 milhões de pessoas”, apontou. 

O BC defende que a taxa é necessária para controlar a inflação. Por outro lado, os juros altos acabam dificultando a tirada de empréstimo e, consequentemente, amarram a economia e o oferecimento de empregos.