Davos: Marina cobra que mundo faça sua parte pelo clima

Ministra reiterou meta de zerar o desmatamento da Amazônia

Davos: Marina cobra que mundo faça sua parte pelo clima

 A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, reiterou nesta terça-feira (17), durante um painel no Fórum Econômico Mundial de Davos, o compromisso do Brasil em zerar o desmatamento ilegal na Amazônia até 2030, mas cobrou que o mundo também faça sua parte na luta contra a crise climática.

“Nós podemos reduzir o desmatamento da Amazônia a zero, e se o mundo continuar emitindo CO2 e usando combustível fóssil, a Amazônia será destruída igualmente. É para mostrar que cada um tem responsabilidades comuns, porém diferenciadas, com a proteção dessas imensas riquezas naturais”, disse Marina, que participou de um painel ao lado do ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

A ministra do Meio Ambiente também afirmou que o Brasil quer liderar uma “iniciativa global sobre florestas”. “Estamos em diálogo com os países megaflorestais para ter uma meta de redução de perdas de florestas em termos globais”, acrescentou.

Marina falou em Davos pelo segundo dia seguido e deve voltar a discursar no fórum na próxima quinta (19), desta vez em um painel exclusivo sobre a Amazônia.

*Da Ansa