Miguel promete ampliar em 30% efetivo da polícia em PE

Miguel afirmou que se eleito vai investir pesado em inteligência das polícias, infraestrutura das corporações, entre outras frentes com cerca de R$ 1 bilhão nos primeiros quatro anos de gestão

Depois de uma carreata em Jaboatão dos Guararapes e na zona sul do Recife, Miguel Coelho fechou o clico de agendas nesse domingo (25) com uma participação no BregosoCast, podcast produzido pelo perfil do Instagram Brega Bregoso. Na conversa de quase uma hora, o candidato do União Brasil prometeu ampliar em 30% o efetivo da polícia em Pernambuco nos próximos quatro anos.  

A segurança pública no estado foi um dos temas mais explorados durante a entrevista. O ex-prefeito de Petrolina relatou como reduziu os índices de criminalidade em quase seis anos de gestão na cidade sertaneja, puxando a responsabilidade também para a prefeitura. Detalhou os investimentos e parcerias realizados no setor, criticou os atuais índices de combate à violência – responsáveis por colocar Pernambuco como o segundo estado mais violento do Brasil – e afirmou que em seu governo não haverá terra sem lei.    


Dentre as propostas elaboradas para reduzir a violência e devolver a sensação de segurança e paz aos pernambucanos, Miguel afirmou que se eleito vai investir pesado em inteligência das polícias, infraestrutura das corporações, entre outras frentes com cerca de R$ 1 bilhão nos primeiros quatro anos de gestão. Miguel também defende a integração das guardas municipais com as forças de segurança, fim das faixas salariais na Polícia Militar e nos Bombeiros, capacitação e treinamento periódicos. Em paralelo, o candidato do União Brasil afirmou que também investirá na prevenção.  


“O efetivo da PM hoje é menor que 20 anos atrás, um absurdo. Além de aumentá-lo, vamos garantir ao menos uma vez por ano essa reciclagem, capacitando e treinando nossos policiais, e investir na integração com as guardas municipais. Pernambuco tem hoje mais de 9 mil homens e mulheres nas guardas civis, que estão totalmente alheios na política de segurança. Eles precisam estar junto das polícias para dar uma resposta mais firme contra a bandidagem”, explicou. “Mas não faremos apenas a repressão. Ao mesmo tempo, vamos investir na prevenção, levar esporte e lazer, educação de qualidade, oportunidades de trabalho aos jovens. Pernambuco vai voltar a ter segurança e paz”, pontuou.


Na entrevista, Miguel também falou de ações para melhorar os indicadores sociais, como o programa de auxílio permanente unificado, que pagará uma renda mínima de R$ 300 por mês para mais de 50 mil beneficiados. Outra proposta será a criação de restaurantes populares nos grandes centros urbanos. Também disse que investirá na construção de 12 centros esportivos no estado para fomentar o interesse dos jovens com potencial para a prática de esportes, tendo em vista que Pernambuco sempre foi um celeiro de destaques em várias modalidades.

*Da assessoria de imprensa