TSE ordena remoção imediata de post de Eduardo contra Lula

O post alegava que o petista iria acabar com o emprego dos motoboys ou acabar com a modalidade de trabalho por aplicativo, o que, segundo Maria Claudia jamais aconteceu

TSE ordena remoção imediata de post de Eduardo contra Lula

A ministra Maria Claudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral, determinou a remoção imediata de uma publicação feita pelo deputado Eduardo Bolsonaro no Twitter com grave descontextualização de uma declaração dada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O post alegava que o petista iria acabar com o emprego dos motoboys ou acabar com a modalidade de trabalho por aplicativo, o que, segundo Maria Claudia jamais aconteceu. Segundo a ministra jamais houve qualquer afirmação de Lula no sentido de “encerramento” dessas funções ou de proibição do trabalho por aplicativo, mas, apenas, a intenção de revestir tais postos de trabalho de mais direitos e garantias.

‘O caso, portanto, é de grave descontextualização discursiva que subverteu e desvirtuou por completo o conteúdo da mensagem divulgada, com aptidão para induzir os eleitores e as eleitoras a erro, em especial os que são vinculados a esse setor, a respeito do real pensamento de determinado candidato sobre assunto de relevante interesse público’, ponderou a ministra em despacho assinado na noite deste domingo, 28.

Segundo a magistrada, a descontextualização de falas de Lula ‘descambou na criação de um conteúdo discursivo jamais dito, a autorizar a intervenção corretiva da Justiça Eleitoral, como forma de assegurar mínima higidez do ambiente informativo, em cujo contexto o cidadão eleitor deve formar sua escolha’.