Anderson Ferreira critica ‘autorreforma’ do PSB

O pré-candidato afirmou que a autorreforma é “uma desculpa inventada pelo PSB para desviar o foco em ano eleitoral”

sab, 30/04/2022 - 14:29
Leandro Santana O pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PL, Anderson Ferreira Leandro Santana

O ex-prefeito do Jaboatão dos Guararapes e pré-candidato ao Governo do Estado, Anderson Ferreira (PL), afirmou, neste sábado (30), que a chamada “autorreforma” do PSB não passa de uma terapia coletiva de incompetência global do partido, principalmente no tocante às gestões da sigla à frente da Prefeitura do Recife e do Governo de Pernambuco. “Vermos João Campos, Paulo Câmara e seu pré-candidato, Danilo Cabral, em autoanálise não resolve em nada a estagnação econômica, o desemprego, a crise na segurança pública, a falta d’água e nem encobre toda a incapacidade do governo em gerir o estado”, disse Anderson.

De acordo com o presidente estadual do Partido Liberal, a “autorreforma” é mais uma desculpa inventada pelo PSB para tentar desviar o foco em ano eleitoral e fugir do debate sobre o porquê de as gestões comandadas pela sigla não terem entregue à população resultados minimamente adequados. “No fundo, João Campos, Paulo Câmara e Danilo Cabral não aprenderam o significado de ‘pegar no serviço’, e esse congresso do PSB, com certeza, nem Freud conseguiria entender ou explicar sua utilidade”, ironizou.

“Paulo Câmara, cujo maior feito ao longo dos últimos oito anos foi se consagrar como pior governador da história de Pernambuco, e que tem Danilo Cabral como seu pré-candidato, deveria estar trabalhando para reformar escolas e entregar aos alunos merendas dignas, para cuidar das unidades de saúde, das delegacias e estradas. Enfim, o que não falta a Pernambuco é o que reformar”, pontuou Anderson Ferreira.

COMENTÁRIOS dos leitores