Dilma responsabiliza Bolsonaro pelas 500 mil mortes

Em sua conta no Twitter, a ex-presidente chamou a condução da crise sanitária de 'política genocida'

dom, 20/06/2021 - 08:13
Fernando Donasci Dilma Rousseff visita Escola Nacional Florestán Fernandes (MST) Fernando Donasci

A ex-presidente da República Dilma Rousseff publicou uma nota de solidariedade às pessoas que perderam "entes queridos" para a Covid-19 e responsabilizou o presidente Jair Bolsonaro e seu governo pela tragédia de 500 mil mortes por Covid-19. Em sua conta no Twitter, Dilma chamou a condução da crise sanitária de "política genocida".

A ex-presidente tuitou neste sábado (19): "a omissão criminosa adquirindo vacinas e o negacionismo diante da ciência e da vida fazem de Bolsonaro e do seu governo os responsáveis pela tragédia de 500 mil mortes. Expresso indignação e repúdio a essa política genocida. Minha solidariedade aos que perderam entes queridos".

 

Embed:

COMENTÁRIOS dos leitores