Marina diz que Bolsonaro tenta impedir vacinação no Brasil

O presidente e seus aliados trabalham para engavetar o projeto de quebra de patentes das vacinas da Covid-19, já aprovado no Senado

por Jameson Ramos seg, 03/05/2021 - 18:20
LeiaJá Imagens/Arquivo Declaração aconteceu nesta segunda LeiaJá Imagens/Arquivo

Por meio de sua conta no Twitter, a ex-senadora Marina Silva (Rede) se posicionou sobre a quebra de patentes de vacinas contra a Covid-19. Segundo ela, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenta impedir a vacinação dos brasileiros.

"A quebra de patentes permite baixar o preço das vacinas, fabricar internamente, sem depender de logística e gastos com importação. Mesmo assim, o governo Bolsonaro tenta impedir o avanço deste projeto de lei que visa reduzir o prazo de imunização dos brasileiros", escreveu.

Essa afirmação acontece porque o presidente e seus  aliados buscam engavetar na Câmara dos Deputados a proposta, aprovada no Senado, de quebra de patentes de vacinas contra o novo coronavírus. 

Esse engavetamento é uma tentativa de não causar um maior desgaste na imagem de Bolsonaro na condução da pandemia. Assessores disseram à Folha de São Paulo que a aprovação na Câmara forçaria o presidente a vetar integralmente o texto.

O temor é que esse veto dê mais força ao discurso de negacionista colocado contra Bolsonaro, além de passar a mensagem de que o presidente não estaria colaborando para a fabricação dos imunizantes no Brasil, sem depender da importação de insumos ou doses de outros países. 

COMENTÁRIOS dos leitores