Chico Buarque endossa pedido de impeachment de Bolsonaro

Além do cantor, outros artistas e entidades também apoiam a solicitação que deve ser apresentada nesta terça-feira (14) à Câmara dos Deputados

ter, 14/07/2020 - 11:25
Reprodução/Instagram/@chicobuarque Reprodução/Instagram/@chicobuarque

Um novo pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve ser encaminhado para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nesta terça-feira (14). De acordo com a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, o documento que conta com 133 páginas tem o apoio de nomes como o do cantor Chico Buarque, das atrizes Dira Paes e Lucélia Santos, do ator Gregório Duvivier, do comentarista esportivo Walter Casagrande e do escritor Fernando Morais. 

Entre os chamados crimes de responsabilidade listados no pedido de impeachment, estão ataques à imprensa,, más condutas na gestão ambiental e falhas do governo na pandemia da Covid-19. O documento solicita que as funções de Bolsonaro sejam suspensas e que ele seja destituído do cargo. 

“As políticas de saúde foram severamente afetadas pela atuação criminosa de Jair Bolsonaro. Além da desarticulação do Sistema Único de Saúde (SUS), que já vinha sendo posta em prática no primeiro ano de gestão, a pandemia da Covid-19 escancarou o desprezo do atual governo pela proteção à saúde da população", diz trecho do documento.

Além de uma lista de nomes famosos, algums entidades também aderiram à solicitação, que são: Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento Negro Unificado (MNU), União Nacional dos Estudantes (UNE), Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), ISA — Instituto Socioambiental, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT) e Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

COMENTÁRIOS dos leitores