Em live, Bolsonaro responde ao Papa: "A Amazônia é nossa"

Presidente vem alfinetando o Papa Francisco pelos posicionamentos do líder católico que alertam o mundo sobre os problemas da Amazônia

por Francine Nascimento sex, 14/02/2020 - 10:00
Reprodução/Facebook/Jair Messias Bolsonaro Bolsonaro em live na rede social Reprodução/Facebook/Jair Messias Bolsonaro

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite dessa quinta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que "a Amazônia é nossa", em resposta as declarações do papa Francisco no Twitter na última quarta (12). O líder católico vem se colocando fortemente em defesa do bioma.

"A Amazônia é nossa. Não é como o papa tuitou ontem, não, tá?", afirmou o presidente sobre a publicação do Papa que apontou a Amazônia como uma questão universal. 

"Dirijo esta Exortação ao mundo inteiro, para ajudar a despertar a estima e solicitude pela Amazônia, que também é nossa", manifestou o pontífice na rede social. 

Em outro tuíte, o líder religioso ponderou: "Sonho com uma Amazónia que lute pelos direitos dos mais pobres, dos povos nativos, dos últimos, de modo que a sua voz seja ouvida e sua dignidade promovida".

Essa não foi a primeira crítica do presidente ao papa Francisco do dia. Ao sair do Palácio da Alvorada pela manhã, Bolsonaro contrariou o sacerdote, a igreja católica e aproveitou para alfinetar os ambientalistas. "Ninguém fala na Austrália", manifestou. 

Em documento final sobre o Sínodo da Amazônia divulgado ontem, o líder católico mostrou preocupação ao afirmar que a solução para "o desastre enfrentado pela Amazônia não é a internacionalização da floresta". O papa também acrescentou que é uma "injustiça e crime" a falta de atenção aos problemas ambientais enfrentados pelo bioma. Francisco não citou o nome de Bolsonaro nas declarações, mas contrariou a ideia do presidente brasileiro sobre os ambientalistas, ao defender a atuação das ONG's na região. A publicação do documento marcou o mesmo dia do encontro do religioso com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem deu a benção

"O papa Francisco falou ontem que a Amazônia é dele, do mundo, de todo mundo... Por coincidência, estava aqui com o embaixador da Argentina [Felipe Solá] eu disse: O papa é argentino, mas Deus é brasileiro”, disse Bolsonaro sobre o Papa. 

Aos ambientalistas, Bolsonaro cobrou posicionamentos a respeito dos incêndios na Austrália. “Não pega fogo floresta úmida. Ninguém fala na Austrália. Pegou fogo na Austrália toda, ninguém fala nada. Cadê o sínodo da Austrália?" indagou.

No mesmo dia, Bolsonaro havia atacado o Greenpeace, chamando a organização de ‘porcaria’ e de ‘lixo’

COMENTÁRIOS dos leitores