Bolsonaro: apesar do salário, brasileiro viaja aos EUA

Presidente ressaltou o dilema que é tratar sobre o salário mínimo e fez comparações do Brasil com a Venezuela

ter, 14/01/2020 - 11:04
Flickr/ Presidência da República Flickr/ Presidência da República

Depois de afirmar que deve existir uma "brecha" para aumentar o salário mínimo e garantir a recomposição da inflação do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro resolveu voltar a falar do assunto, na manhã desta terça-feira (14), usando o Twitter. No estilo Bolsonaro de ser, o presidente ressaltou o dilema que é tratar do assunto e fez comparações do Brasil com a Venezuela. 

“O nosso salário mínimo é pouco para quem recebe e muito para quem paga. Uma eterna discussão entre direitos e deveres”, ressaltou. “A Venezuela, modelo de democracia para o PT, acaba de reajustar o seu salário mínimo em 66%, ou seja, U$ 3,70, o equivalente a R$ 15,00”, acrescentou Bolsonaro.

Para concluir o pensamento, o presidente fez questão de alfinetar os brasileiros que são socialistas. “Não se tem notícia de ninguém de Roraima fugindo para a Venezuela, mas sim de milhares de socialistas brasileiros indo curtir férias nos Estados Unidos”, ironizou.

Embed:

Antes das publicações no microblog, Jair Bolsonaro afirmou que pretende tratar com o ministro Paulo Guedes sobre a possibilidade de rever o reajuste feito ao salário mínimo para 2020. Questionado se o governo deve recompor a inflação, Bolsonaro disse: "A ideia, no mínimo, é isso aí". O salário mínimo foi fixado em R$ 1.039, com alta de 4,1%.

COMENTÁRIOS dos leitores