Carlos Bolsonaro pode vocalizar desejo do pai, diz Boulos

O ex-candidato do PSOL a presidente em 2018 disse que o filho do presidente expressa um 'chorume autoritário'

ter, 10/09/2019 - 09:03
Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo Guilherme Boulos criticou fala de Carlos insinuando ações ditatoriais no país Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo

Líder nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos usou o Twitter, nesta terça-feira (10), para comentar sobre a fala do vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSC), e disse que o parlamentar expressa um “chorume” autoritário. 

Na mesma rede social, Carlos escreveu na noite dessa segunda (9) que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”. 

Ex-candidato a presidente pelo PSOL em 2018, Guilherme Boulos acredita que com a declaração insinuando a necessidade de atitudes ditatoriais o vereador possa estar expressando um desejo do pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL). 

“Carlos Bolsonaro expressa o chorume mais autoritário e doentio. Não fosse filho do presidente mereceria apenas o desprezo. Não é o caso. Pode estar vocalizando um desejo de quem governa o país. Por isso, deve ser enfrentado com firmeza! Ele, sua família e os agregados milicianos”, argumentou.

COMENTÁRIOS dos leitores