Valores familiares não valiam nada com o PT, diz Bolsonaro

Durante entrevista a Antonia Fontenelle, o presidente falou sobre a produção cinematográfica no Brasil e disse que "se a classe artística está revoltada comigo, é sinal que estamos no caminho certo"

por Pedro Bezerra Souza ter, 03/09/2019 - 14:38
Marcos Corrêa/PR Bolsonaro disse que a produção cinematográfica no Brasil terá que seguir a tradição Marcos Corrêa/PR

A comunicadora Antonia Fontenelle recebeu em seu programa, que vai ao ar no Youtube, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) na noite desta segunda-feira (2). Entre assuntos conversados, o líder brasileiro falou sobre a situação da Ancine e o que ele chama de “filtro” na produção de filmes no país.

De acordo com ele, não é uma censura, mas sim novos valores que o Brasil preza neste momento. “Não é mais o PT que está aqui, onde a família é um lixo, onde os valores familiares não valiam nada, onde se aceitava qualquer coisa em nome da família”, argumentou.

Bolsonaro aproveitou para caracterizar o que, segundo ele, a Constituição chama de ‘família’. “O que é a família? Homem e Mulher. Está escrito na constituição. Não somos contrários à opção de quem quer que seja, vá cuidar da tua vida. Mas valores precisam ser respeitados”, complementou.

Ainda sobre os filmes, o presidente relatou que os que trazem temáticas LGBTs, racistas e sexuais não têm bilheteria e as produtoras não se preocupam com isso porque não são elas que pagam as contas. 

“Inclusive são filmes que não têm bilheteria. Eles não têm preocupação com bilheteria porque quem vai pagar não são eles. Mas com o dinheiro público não vai ter mais filme com essas temáticas. Se essa classe artística está revoltada comigo, é sinal que estamos no caminho certo”, provocou.

Também em sua resposta, Bolsonaro pontuou que as “pessoas de bem” não aprovam filmes com essas temáticas e que, agora, a ideia é propagar a “boa cultura” no Brasil.

“O pessoal do bem não aprova filmes com essas temáticas. O tempo vai fazer a gente descontaminar esse ambiente para a boa cultura no Brasil. O que é a boa cultura? É respeitar nossa tradição, a família, o judaico-cristão, é fazer filme que dê bilheteria”, finalizou.

COMENTÁRIOS dos leitores