Corrupção é cara para País, diz senador

"Além de o sujeito estar subtraindo, roubando, tirando dos cofres públicos, ao mesmo tempo, recursos públicos são empregados para manter toda essa força-tarefa", discursou Styvenson Valetim

seg, 19/08/2019 - 18:36
Waldemir Barreto/Agência Senado Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Styvenson Valetim (Podemos-RN) ressaltou nesta segunda-feira (19), em Plenário, que a corrupção é cara para o País. O parlamentar citou uma pesquisa ainda em andamento, do cientista político Rogério Bastos Arantes, professor da Universidade de São Paulo (USP), Corrupção Política e Crime Organizado no Brasil.

“Mais de três mil operações foram desenvolvidas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, em cooperação com outras instituições, entre os anos de 2003 e 2017, uma média de 214 por ano, quase uma por dia. Além de o sujeito estar subtraindo, roubando, tirando dos cofres públicos, ao mesmo tempo, recursos públicos são empregados para manter toda essa força-tarefa, todos esses órgãos e instituições, para fiscalizar, combater, localizar e prender essas pessoas”, disse Styvenson.

O senador chamou atenção, ao projeto de lei que trata dos crimes de abuso de autoridades cometidos por agentes públicos (PLS 85/2017) e que aguarda sanção presidencial.

“Esses números da Lava Jato poderiam ser bem mais modestos se essa lei já estivesse em vigor, porque ela impede a captura, a prisão, a busca e apreensão para quem esteja em flagrante delito ou sem ordem escrita da autoridade judiciária”, disse.

*Da Agência Senado

 

COMENTÁRIOS dos leitores