Bolsonaro: Santa Cruz foi morto por militantes da esquerda

Durante uma transmissão ao vivo enquanto cortava o cabelo, o presidente afirmou que “é muito fácil culpar os militares por tudo o que acontece”

por Pedro Bezerra Souza seg, 29/07/2019 - 17:34
Reprodução Bolsonaro fez as afirmações enquanto cortava o cabelo Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu fazer uma transmissão ao vivo em seu perfil oficial no Facebook enquanto cortava o cabelo na tarde desta segunda-feira (29). Ele aproveitou o momento para falar mais sobre sua recente afirmação polêmica, envolvendo o nome do pai do presidente da OAB.

Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira desapareceu no período da ditadura militar. Bolsonaro afirmou que, caso o presidente da OAB Felipe Santa Cruz quisesse, ele contaria a verdade sobre o sumiço do seu pai.

Em sua transmissão, Bolsonaro disse que não foram os militares que mataram Fernando Santa Cruz, mas que o homem teria sido assassinado por "justiçamento da esquerda" (prática em que militantes julgam e eliminam pessoas traidoras de movimentos revolucionários).

“Não foram os militares que mataram ele não, tá? É muito fácil culpar os militares por tudo o que acontece. O pessoal da Ação Popular do Rio de Janeiro ficou estupefato, né? Como é que pode esse cara vir do Recife se encontrar conosco aqui? O contato não seria com ele, seria com a cúpula da Ação Popular do Recife. E eles resolveram sumir com o pai do Santa Cruz. Essa é a informação que eu tive na época. É sobre esse episódio. Porque, qual é a tendência? Se ele sabe, nós não podemos ser descobertos"... Existia essa guerra naquele momento", afirmou Bolsonaro.

Durante uma palestra realizada na Universidade Federal Fluminense (UFF), Bolsonaro, enquanto deputado federal, afirmou que Fernando Santa Cruz deve ter morrido bêbado em algum acidente de carnaval.

COMENTÁRIOS dos leitores