Gleisi sobre saque do FGTS: 'a montanha pariu um rato'

De acordo com a deputada, o governo estuda limitar o saque em R$ 500

ter, 23/07/2019 - 11:44
Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados

A presidente nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann (RS) ironizou, nesta terça-feira (23), a liberação de saques nas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de trabalhadores ativos e inativos. O governo estuda limitar o saque em R$ 500.

Desde a semana passada, a atenção de boa parcela dos trabalhadores brasileiros está voltada para o anúncio do presidente Jair Bolsonaro. Ele prometeu que manteria a possibilidade de retirada do dinheiro até das contas ativas, das quais, normalmente, o trabalhador tem acesso quando é demitido sem justa causa ou se aposenta. 

Na avaliação de Gleisi, a limitação de R$ 500, a partir de janeiro, não vai melhorar a economia do país. “A montanha pariu um rato. Isso não vai raspar na atividade econômica do país, já em recessão, e para o trabalhador não fará muita diferença”, declarou a parlamentar. 

“Impressionante a ausência de soluções para o sofrimento do povo”, emendou a petista. De acordo com o Ministério da Economia, devem ser liberados R$ 30 bilhões. 

COMENTÁRIOS dos leitores