Deputado argentino assume ser gay no dia da parada LGBT

Leornardo Grosso publicou uma foto ao lado do namorado e escreveu um texto de reflexão

por Taciana Carvalho sab, 17/11/2018 - 19:48
Reprodução/Facebook/Leonardo Grosso Reprodução/Facebook/Leonardo Grosso

No dia da parada do orgulho LGBT de Buenos Aires, o deputado argentino Leonardo Grosso decidiu expor por meio das redes sociais sua homossexualidade. No final da tarde deste sábado (17), ele publicou uma foto ao lado do namorado e escreveu um texto de reflexão contando que nunca imaginou dizer que era gay porque a política, segundo ele, “é machista e patriarcal”. 

“Eu tenho 35 e milito desde os 17. Isso sempre foi uma contradição na minha vida. A política é machista, patriarcal e mexe-se nesses códigos. A luta por colocar a política ao serviço das maiorias populares não escapa a esta lógica por mais justa que seja. Talvez porque eu estou farto da dupla vara da política, da hipocrisia como regra”, desabafou Leonardo. 

O parlamentar também disse que talvez o tenha motivado se expor pelo “surto fascista” que existe atualmente. “Talvez porque senti quando vi expulsarem dois rapazes de uma pizzaria ou porque não consegui andar de mãos dadas com os meus amores desde pequeno ou tive que beijar na volta, na esquina, pelo medo do que diriam”. 

Leonadro Grosso finalizou afirmando que hoje se sente animado por fazê-lo. “Sou gay e assim escolhi me nomear. Como dizia o companheiro Jáuregui: “em uma sociedade eu nos educa par a vergonha, o orgulho é uma resposta política. Ao armário não nos empurram nunca mais. Feliz dia da militância”. 

COMENTÁRIOS dos leitores