André diz que governo Paulo Câmara ‘desdenha da religião’

Crítica do deputado federal diz respeito à inclusão da peça ‘Jesus Rainha do Céu’, que traz Jesus como uma mulher trans, na programação do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Gestão cancelou a apresentação depois de reclamações do prefeito Izaías Régis

André diz que governo Paulo Câmara ‘desdenha da religião’

O deputado estadual André Ferreira (PSC) declarou, neste sábado (30), que o governo Paulo Câmara “desdenha da religião” e desrespeita a família cristã. A postura do parlamentar diz respeito à inclusão da peça ‘Jesus Rainha do Céu’, que traz o personagem de Jesus como uma mulher trans, na programação do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). A apresentação teatral já foi retirada da mostra alternativa de teatro do FIG depois de reclamações do prefeito da cidade, Izaías Régis (PTB)

Evangélico, André Ferreira repudiou com veemência a inclusão da peça na programação.  “Que tipo de governo nós temos? Com essa peça, mostra que não tem qualquer respeito com a família cristã. Uma gestão que desdenha da religião, não pode funcionar em nenhuma outra área. É uma administração sem rumo, que não sabe o que quer”, disparou o deputado estadual. 

Com o anúncio da peça na programação, o prefeito de Garanhuns se recusou a ceder o Centro Cultural para a encenação. Em entrevista a uma rádio, Izaías chegou a dizer: “Nós somos uma cidade cristã, (a peça) é uma coisa que atinge o cristianismo, que atinge às pessoas, atinge a religião”. A recusa do petebista gerou polêmicas nas redes sociais. 

André Ferreira  elogiou a postura do prefeito. “Se não fosse pela postura incisiva e correta do prefeito Izaías Régis e a mobilização popular, essa apresentação absurda iria ocorreria”, disse. A peça coloca uma transexual no papel principal e já foi alvo de protestos em outras capitais brasileira.   

LeiaJá também

–> Maria Rita corrige Fundarpe e diz que não irá ao FIG 2018

–> Emicida e Cordel do Fogo Encantado no FIG 2018

–> Crivella veta peça com Jesus trans e é acusado de censura

–> Peça com trans no papel de Jesus chega ao Recife em junho