Mais de um milhão de recifenses usarão a biometria

Até as eleições de 2014 o TRE recadastrará eleitores de 64 municípios pernambucanos

dom, 24/02/2013 - 15:18

Maior identificação e fidelidade do público eleitor são dois aspectos ofertados pelo processo biométrico que já é utilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).  A ação que já foi conferida nas últimas eleições é um processo inovador que até 2020 deverá ser usado em todo o Estado. Até lá, os eleitores devem fazer o recadastramento conforme locas disponíveis pelo órgão como os 64 municípios preteridos até 2014.

O Recife é uma das cidades que já iniciou o processo de recadastramento biométrico e terá que cadastrar 1milhão e 200 mil pessoas até o próximo ano. Na capital pernambucana há três pontos disponíveis para a atualização dos dados nos seguintes locais: Cartórios do Forte das Cinco Pontas, Arruda e Areias que atendem por dia, uma média de 800 pessoas. Além desses sítios, até o mês de maio o TRE inaugurará mais sete locais que somarão 10 pontos como: Coordenadoria de Juizados Especiais na Imbiribeira, o Fórum do Recife em Joana Bezerra, o Tribunal Regional do Trabalho, o Expresso Cidadão do Shopping Rio Mar, a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Sítio da Trindade em Casa Amarela e um outro local a definir. Com os 10 pontos inaugurados até julho, o órgão pretende atualizar os dados de oito mil pessoas por dia.

Segundo o Assessor Chefe da Corregedoria Eleitoral do TRE, Orson Lemos, 11 cidades, além da capital já iniciaram o recadastramento, são elas: Afogados de Ingazeira, Araripina, Barreiros, Escada, Gioana, Ipojuca, Itambé, Moreno, Palmares, Serra Talhada e Timbaúba. Fora essas localidades, outros 53 municípios deverão estar com o processo concluído até março de 2014.

Em todos os locais que já iniciaram o recadastramento os eleitores têm que agendar através da internet,a data exata que poderá comparecer no ponto de apoio. Além da rede virtual, o TRE estuda outras maneiras de agendamento como pessoalmente, por meio da ida do eleitor a um dos pontos ou ainda com a disponibilização der um canal telefônico que deverá ser divulgado em breve. 

De acordo com Orson Lemos a biometria não só fideliza o eleitor como auxilia para que no futuro possa ter apenas um único documento nacional. “A biometria é uma fidelidade maior de nosso eleitorado. Ao fazer o cadastro poderemos ter uma maior certificação e um quadro mais real do eleitor. Isso permite ainda que no futuro haja um documento único para o cidadão brasileiro”, explica o assessor. Ele lembra também que após o funcionamento da biometria os problemas de homônimos não mais preocuparão.

Recadastramento - Os eleitores deverão levar no dia do recadastramento alguns documentos originais como: RG, Carteira de Trabalho ou de Habilitação e comprovante de residência. Para os cidadãos do sexo masculino o comprovante de alistamento militar também é necessário. Caso o eleitor tenha mudado o nome por motivo de casamento ou de divórcio também deverá levar alguma documentação comprobatória. As pessoas pertencentes às 64 cidades que não atualizar os dados até a data permitida pelo TRE terão o título de eleitor cancelado e serão proibidas de votar.

Biometria – Além da atualização de dados pessoais o processo inclui a coleta de impressão digital dos dez dedos do eleitor. Caso alguns deles esteja lesionado por algum acidente, o órgão fará a coleta dos demais e a pessoa deverá voltar para a realização da arrecadação posteriormente. 

Para agendamento de recadastramento biométrico o eleitor poderá acessar o site do TRE e ir para o ícone ‘cadastramento biométrico’. Confira a página AQUI.

 

 

COMENTÁRIOS dos leitores