Prefeitura do Recife contrata empresa para iniciar estudos contra avanço do mar

Serão investidos R$ 3,3 milhões na elaboração de estudos visando o enfrentamento do avanço do mar na orla dos bairros de Brasília Teimosa, Pina e Boa Viagem

Prefeitura do Recife contrata empresa para iniciar estudos contra avanço do mar

Foto: rds_sp/Flickr

A Prefeitura do Recife homologou, no Diário Oficial do Município desta quinta-feira (20), a licitação para contratação de uma empresa que realizará estudos com o intuito de implementar soluções visando o enfrentamento do avanço do mar na orla dos bairros de Brasília Teimosa, Pina e Boa Viagem.

Ao todo, serão investidos R$ 3,3 milhões na estruturação desse projeto, que deverá levar oito meses para ser executado. A iniciativa será coordenada pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb).

A área a ser estudada pelos especialistas abrange toda a faixa da orla do Recife, a partir das proximidades com a Rua Dr. Arlindo dos Santos Maciel até o final da Brasília Teimosa, compreendendo uma extensão de aproximadamente 9,3 quilômetros.

O estudo também vai analisar soluções para restituir a largura natural das praias do Recife, promovendo o uso sustentável para o lazer e o turismo desse espaço.

De acordo com a presidente da Emlurb, Gabriela Buarque, a intensa urbanização na faixa litorânea da cidade e as falhas na formação geológica natural dos recifes foram fatores decisivos que contribuíram para o desequilíbrio no balanço sedimentar e recuo progressivo da linha de costa. Segundo a gestora municipal, isso vem afetando não apenas a infraestrutura urbana, mas também impacta na experiência de lazer das pessoas.

“Essas estruturas que estão localizadas próximas às praias de Brasília Teimosa, Pina e Boa Viagem enfrentam riscos de danos, exigindo ações emergenciais para sua reestabilização. A diminuição da faixa de areia compromete o uso adequado dessas áreas para atividades recreativas, como banhos de sol, esportes aquáticos e passeios à beira-mar”, explica Gabriela  Buarque. 

“Em áreas costeiras densamente ocupadas e com estreitas faixas de praia frente à erosão do mar, como observamos na orla de nossa cidade, é importante a gente assegurar a resiliência do litoral através da requalificação da faixa de praia. As intervenções que os estudos vão apontar terão o objetivo de promover melhorias significativas para essa área, reconstituindo e adaptando-se aos impactos gerados pelas mudanças climáticas e avanço do mar. Assim, a requalificação da praia traz inúmeros benefícios para a defesa do litoral”, completa a presidente da Emlurb.