Santo, professor ou coronel? Veja o que é mais comum nos nomes de ruas, segundo o IBGE

De acordo com o levantamento, há 640.133 logradouros no País dedicados a coronéis, 641.618 a professores, e outros 646.012 que homenageiam padres

Santo, professor ou coronel? Veja o que é mais comum nos nomes de ruas, segundo o IBGE

Foto: Creative Commons

O Brasil tem quase o mesmo número de ruas e avenidas que homenageiam coronéis, professores e padres. E a soma deles equivale à metade dos endereços que homenageiam santas e santos. É o que mostra um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base no Censo 2022.

De acordo com o levantamento, há 640.133 logradouros no País dedicados a coronéis, 641.618 a professores, e outros 646.012 que homenageiam padres.

Mas o nome de rua, avenida, travessa ou alameda mais comum começa com “São”, reflexo da tradição católica legada pela colonização portuguesa. Há no Brasil 2.284.796 vias assim, além de 1.026.298 dedicadas a alguma “santa” e outras 426.513 a um “santo”.

O Censo 2022 também mostrou que 2,7 milhões de endereços ficam em logradouros sem nome, e 24,4 milhões de endereços não possuem número, o equivalente 22,8% do total.

Logradouros mais comuns no Brasil

1 – São – 2.284.796

2 – Doutor – 1.690.231

3 – Santa – 1.026.298

4 – Padre – 646.012

5 – Professor – 641.618

6 – Coronel – 640.133

7 – Presidente – 532.417

8 – Vereador – 447.964

9 – Santo – 426 513

10 – Dom – 408.063

‘Doutor’ predomina em SP e Rio

São Paulo e Rio de Janeiro são as duas únicas unidades federativas que não têm logradouros iniciados por “são” como os mais comuns. Nesses Estados, é mais fácil encontrar uma rua ou avenida que homenageia algum doutor.

A maior diferença está em São Paulo. Segundo o IBGE, há 615.171 logradouros dedicados a doutor, ante 354.930 a um “são” (presente em uma das esquinas mais famosas da cidade, a da Ipiranga com a São João, eternizada na música Sampa, de Caetano Veloso).

No Rio de Janeiro, a diferença é pequena: 176.422 doutores, ante 168.146 que iniciam por “são”.

‘Coronel’ é o segundo mais comum no Ceará

Nenhum outro Estado tem proporção tão grande de ruas que homenageiam algum coronel quanto o Ceará. Por lá, 61.960 logradouros iniciam assim.

Em números absolutos, São Paulo lidera, com 120.822, seguido de Minas Gerais (97.075) e Rio Grande do Sul (68.794).

Nenhum vereador homenageado no Acre

De acordo com o IBGE, ruas que iniciam com ‘vereador’ aparecem em oitavo lugar na lista das mais frequentes do Brasil. Mas esse tipo de homenagem não é vista no Acre: de acordo com Censo 2022, trata-se do único Estado que não faz referência a nenhum – o Distrito Federal utiliza um padrão de logradouro diferente e não entra nessa conta. Em contrapartida, no Acre há 585 endereços com nomes de presidentes.

Os dois Estados mais populosos do País registram os maiores números absolutos de ruas, avenidas, travessas e alamedas dedicadas à memória de algum vereador: São Paulo tem 86.759, e Minas Gerais 73.590.