Trump comparece a tribunal para audiência sobre posse de documentos confidenciais

Na entrada do tribunal, apoiadores do ex-presidente dos EUA apareceram com cartazes e bandeiras do republicano

Trump comparece a tribunal para audiência sobre posse de documentos confidenciais

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Julia Nikhinson/AFP

Procurando transformar problemas jurídicos em ganhos políticos, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump compareceu nesta segunda-feira, 12, a um tribunal federal na Flórida para uma audiência fechada no processo criminal que o acusa de manuseio indevido de documentos confidenciais.

Na entrada do tribunal, apoiadores de Trump apareceram com cartazes e bandeiras do republicano. Trump alega que seus adversários políticos querem que ele seja preso e que não possa participar das eleições. Ele é o favorito para conseguir a nomeação do Partido Republicano para concorrer à Casa Branca e deve disputar o pleito com o atual presidente americano, o democrata Joe Biden.

A equipe do republicano deseja politizar os seus processos criminais. Na Flórida, ele é julgado sob a acusação de guardar em sua propriedade em Mar-a-Lago dezenas de documentos confidenciais e de obstruir os esforços do FBI para a devolução dos papéis.

A audiência do tribunal nesta segunda foi marcada como um procedimento processual, fechada ao público, para discutir o detalhes práticos do julgamento atualmente marcado para 20 de maio. A juíza distrital Aileen Cannon apresentou os argumentos dos advogados de defesa pela manhã e dos promotores à tarde, cada um fora da presença do outro.

“O advogado de defesa deve estar preparado para discutir detalhadamente suas teorias de defesa do caso e como qualquer informação confidencial pode ser relevante ou útil para a defesa”, apontou Cannon ao agendar a audiência.

Apoio

A carreata de Trump chegou ao tribunal em Fort Pierce pouco depois das 9h (11h no horário de Brasília). Os apoiadores do lado de fora seguravam cartazes com mensagens favoráveis à reeleição de Trump.

A audiência é uma das várias situações voluntárias em que Trump compareceu nas últimas semanas – ele esteve presente, por exemplo, na apresentação de argumentos no tribunal de apelações no mês passado em Washington – enquanto tenta demonstrar aos apoiadores que pretende lutar contra os processos criminais que enfrenta. ao mesmo tempo em que procura retornar à Casa Branca em novembro.

Trump enfrenta acusações em Atlanta e Washington relacionadas a supostos esforços do ex-presidente americano para anular os resultados das eleições presidenciais de 2020. (COM INFORMAÇÕES DA ASSOCIATED PRESS)