ONU: 18% das infraestruturas de Gaza estão danificadas

Isso representa um aumento de 49% no número total de estruturas afetadas em comparação com uma avaliação feita em 7 de novembro, segundo o Centro de Satélites das Nações Unidas (Unosat)

A ONU informou, nesta terça-feira (12), que sua agência de análise por satélite determinou que 18% das infraestruturas da Faixa de Gaza foram danificadas desde o início da guerra entre Israel e o Hamas, desencadeada pelo ataque do movimento islamista em 7 de outubro.

Isso representa um aumento de 49% no número total de estruturas afetadas em comparação com uma avaliação feita em 7 de novembro, segundo o Centro de Satélites das Nações Unidas (Unosat), que se baseou em uma imagem capturada pelo satélite de alta resolução WorldView-3.

Esses números “destacam a necessidade urgente de um cessar-fogo imediato e de apoio para lidar com a crescente crise humanitária na Faixa de Gaza. O impacto nas infraestruturas civis é evidente, com milhares de residências e instalações essenciais danificadas”, enfatizou o Unosat.

Até 26 de novembro, foram identificadas “10.049 estruturas destruídas, 8.243 estruturas gravemente danificadas e 19.087 estruturas moderadamente danificadas, totalizando 37.379 estruturas afetadas. Isso corresponde aproximadamente a 18% do total de estruturas na Faixa de Gaza”, afirmou a agência em um comunicado.

O violento ataque do Hamas em Israel em 7 de outubro resultou em cerca de 1.200 mortes, de acordo com as autoridades. Outras 240 pessoas foram sequestradas e levadas para Gaza.

Em resposta, Israel prometeu “aniquilar” o Hamas e lançou uma ofensiva terrestre e aérea no território palestino, onde mais de 18.400 pessoas, em sua maioria mulheres e crianças, morreram, segundo o ministério da Saúde do Hamas.