Idoso diz ter enviado bilhete com ameaças ao padre Júlio

O caso foi registrado como injúria e ameaça. A identidade do autor não foi revelada

Idoso diz ter enviado bilhete com ameaças ao padre Júlio

Um idoso, de 72 anos, confessou ter escrito um bilhete com ofensas e ameaças ao padre Júlio Lancellotti. Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), no domingo (27), no mesmo dia em que a mensagem foi encontrada, o indivíduo foi encaminhado ao 8º Distrito Policial (Brás) após ter confessado ser autor do bilhete.

O caso foi registrado como injúria e ameaça. A identidade do autor não foi revelada.

Conhecido pelo trabalho que realiza com a população em situação de rua em São Paulo e por ser um defensor dos direitos humanos, Lancellotti disse no Twitter que encontrou um bilhete com uma ameaça na porta da igreja que lidera na manhã de domingo.

“Seu dia de reinado vai acabar, pode esperar”, ameaça o autor do bilhete.

O texto diz ainda que o padre é um “defensor dos direitos dos bandidos” e que ele “usa o povo” para se “favorecer”, além de chamá-lo de “petista vagabundo”.

Lancellotti faz parte de um conselho do governo do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas não tem envolvimento direto com o partido.

“O autor é conhecido da vítima denunciante e disse em depoimento que não pretendia fazer, efetivamente, mal à ela”, disse ainda a SSP.

Ainda de acordo com a SSP, o padre foi orientado quanto ao prazo de seis meses para representar criminalmente contra o autor.

O jornal O Estado de S. Paulo tentou entrar em contato com o padre para saber mais detalhes, mas ele não foi localizado.

LeiaJá também

–> Lula exalta papel do padre Julio e pede ‘menos ódio’