Mulher diz que 'preto tem que morrer' e acaba presa

Vitima ficou em estado de choque depois do crime

por Luan Amaral dom, 14/08/2022 - 15:41
Reprodução/Twitter Mulher acusada do crime foi presa pela PM Reprodução/Twitter

Um caso de racismo foi denunciado neste domingo (14) em um shopping em São Paulo. A vítima, uma mulher de 55 anos e sua filha, de 33, chamaram a polícia depois de ouvir da criminosa que “preto tem que morrer”. A acusada acabou presa. 

Laila Dos Santos, filha da vítima, disse ao G1 que ela e sua mãe estavam na loja Riachuelo no shopping Praiamar no litoral paulista quando uma mulher que tinha por volta de 30 anos passou e proferiu a frase criminosa “preto tem que morrer”. Indignada ela acionou a PM, que prendeu a acusada.

Dezenas de pessoas testemunharam o caso. A vítima não quis se identificar e segundo a filha, ela está em “estado de choque”. Laila ainda relatou que a acusada chegou a xingar a própria mãe antes de cometer o crime. A mãe dela, por sua vez, alegou que ela estava “fora de si” e que teria problemas psiquiátricos. 

O shopping não teceu comentários sobre o assunto e nem respondeu às acusações de Laila que afirmou haver tentativa de “abafar o caso”.

COMENTÁRIOS dos leitores