Suspeito de divulgar pornografia infantil é detido em PE

A Polícia Federal vai periciar computadores e aparelhos apreendidos na casa do suspeito, em Salgueiro, no Sertão do estado

Suspeito de divulgar pornografia infantil é detido em PE

Na manhã desta quinta-feira (17), um morador de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, teve celulares, computadores e pen drives apreendidos em casa pela Polícia Federal (PF) por suspeita de armazenar e compartilhar pornografia infantil na internet. O homem de 54 anos será interrogado na delegacia do município.

Os aparelhos serão periciados para confirmar o possível envolvimento do suspeito nos crimes tipificados no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Caso condenado, ele pode receber a pena de até seis anos de reclusão.



Abuso de vulnerável intrafamiliar

A primeira fase da Operação Protec ocorreu em 11 de abril de 2021, quando o radar da Interpol identificou um pai que estuprava uma criança, de cinco anos, desde agosto de 2020. Ele registrava os abusos em foto e vídeo e compartilhava na camada oculta da rede mundial de computadores chamada de DeepWeb.

Na ocasião, a PF cumpriu dois mandados de prisão temporária e três de busca e apreensão em Araripina, também no Sertão do estado, e Caldeirão Grande do Piauí.



Os investigados foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro, onde foram autuados por estupro de vulnerável e produção e difusão de pornografia infantil.



Balanço dos primeiro meses de 2022

A PF informou que 28 operações contra pornografia infantil na internet foram deflagradas em 2022. Ao todo, 68 mandados de busca e apreensão foram cumpridos e 22 pessoas presas.