Eslováquia autoriza chegada de tropas da Otan

Os reforços acontecem com a invasão russa da Ucrânia como pano de fundo

O Parlamento da Eslováquia autorizou nesta terça-feira (15) o envio de tropas estrangeiras da Otan para o país, indicou o ministro da Defesa, Jaroslav Nad.

Trata-se inicialmente de uma unidade da “Presença Avançada Reforçada” da Otan, composta por cerca de 1.200 efetivos de República Tcheca, Alemanha, Holanda, Estados Unidos, Polônia e Eslovênia. Também será incluído um sistema de mísseis antiaéreos Patriot, acrescentou Nad.

Os reforços acontecem com a invasão russa da Ucrânia como pano de fundo. “Dado que em um futuro próximo esperamos ataques militares diretos por parte da Federação Russa contra o aeroporto de Uzhhorod, situado (na Ucrânia) perto da fronteira com a Eslováquia, isso tem, obviamente, implicações militares”, disse Nad, citado pela agência TASR.

A questão das tropas estrangeiras é controversa na Eslováquia, um país de 5,4 milhões de habitantes que é membro da União Europeia e da Otan.