Polícia devolve 489 celulares roubados em Pernambuco

Nesta quarta (1º), A Polícia Civil começou o 4º Mutirão Alerta Celular: Seu Aparelho de Volta

Nesta quarta-feira (1º), a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) começou a convocar os donos de celulares recuperados pelo serviço Alerta Celular para o 4º mutirão de entrega. Neste ano, a parceria com a Polícia Militar (PMPE) restituiu 489 aparelhos roubados, perdidos e furtados.

A contadora Dylane Santos foi um dos 50 convocados para reaver o patrimônio na sede da PCPE, área Central do Recife. Ela foi assaltada em dezembro de 2019, quando foi abordada por um homem armado que cruzava a Avenida Boa Viagem, na Zona Sul, de bicicleta.

Após a perda, ela prestou queixa na delegacia do bairro, onde foi orientada a também se cadastrar virtualmente no Alerta Celular. “Eu tinha nem mais esperança de acharem esse celular. Agora eu vejo que o serviço realmente funciona e acredito que vai diminuir o número de pessoas que compram celular de uma procedência duvidosa”, constatou.

Em julho do ano passado, o filho do operador de sala de máquinas Euclides de Melo, na época com 9 anos, perdeu o celular que havia ganho de aniversário, em Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes. O pai conta que também se surpreendeu com a resposta das autoridades.

“Como não foi roubo, eu achava mais difícil. Foi uma surpresa, um ano que ele perdeu e eu não esperava que fosse recuperar o aparelho”, confessa. Os demais proprietários receberam intimação com informações de como será a retirada em delegacias seccionais e circunscricionais da Região Metropolitana do Recife (RMR), assegura a PCPE.

Reflexo dos quatro anos de programa

De janeiro a julho deste ano, 22.290 roubos e furtos do dispositivo foram registrados em Pernambuco. Em 2017, ano de lançamento do Alerta Celular, foram registrados 61.162 casos. O secretário executivo de Defesa Social, Rinaldo de Souza, apontou a queda de 46% nos índices.

Desde 2017 até o último dia 15, mais de 37.500 mil aparelhos foram recuperados pelo programa. O secretário reforça que o cadastro é uma forma da sociedade participar do combate ao crime, sobretudo em relação à venda irregular.

Ao todo, 570.226 mil aparelhos foram cadastrados no Estado. Contudo, Rinaldo cobra mais participação e explica que o índice representa apenas 6% dos aparelhos em circulação.

O cadastro no site do Alerta Celular é concluído após preenchimento de um formulário com dados pessoais e o IMEI de 15 digítos. A sequência numérica é informada na caixa do aparelho, na nota fiscal e também pode ser obtida na tela ao digitar *#06#. A Secretaria de Defesa Social (SDS) disponibiliza a central de atendimento, das 8h às 17h, através do telefone (81) 98494-3219. 

Com mais apreensões de celulares nas mãos de criminosos e receptadores, as delegacias de Casa Amarela e Salgueiro receberam o prêmio “Destaque Alerta Celular”, junto com o 16º Batalhão da PM, no bairro de São José, e o Batalhão de Choque, na Madalena.