Defensoria pede cela individual para proteção de Lázaro

O órgão pediu garantias para manter a integridade física e mental do assassino procurado há 14 dias

por Victor Gouveia ter, 22/06/2021 - 11:12
Divulgação/PCDF Lázaro Barbosa, de 32 anos, é suspeito de matar quatro integrantes da mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal Divulgação/PCDF

A Defensoria Pública do Distrito Federal quer que o assassino Lázaro Barbosa fique em uma cela individual caso seja preso. Esta terça-feira (22) marca 14 dias de buscas pelo "serial killer do DF", que ganhou destaque em todo o Brasil por mobilizar mais de 400 policiais em sua procura.

A solicitação da Defensoria Pública enviada à Vara de Execuções Penais, nessa segunda-feira (21), sugere a necessidade de “proteção especial à integridade física e mental e a proteção contra qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória".

Devido à "enorme repercussão nacional" do caso, o órgão reforça que o assassino de 32 anos fique sozinho em uma cela, por compreender que a proteção é necessária “ainda mais quando há a presença de grande repercussão midiática e o clamor da população que acompanha todos os passos dessa caçada em tempo real”.

COMENTÁRIOS dos leitores