Itália: único sobrevivente de teleférico apresenta melhora

Eitan, de cinco anos, teve sua família dizimada pela tragédia

dom, 30/05/2021 - 13:43
MIGUEL MEDINA / AFP Registro do local do acidente na Itália que matou 14 pessoas MIGUEL MEDINA / AFP

O menino Eitan, único sobrevivente da queda de um teleférico no norte da Itália na semana passada, apresentou uma melhora no hospital neste domingo (30) e voltou a comer por conta própria.

Com cinco anos de idade, Eitan teve sua família - de origem israelense - dizimada pela tragédia de 23 de maio. Entre os 14 mortos no acidente estão os pais do menino, Amit Biran e Tal Peleg; seu irmão mais novo, Tom, de dois anos; e seus bisavós maternos, Itshak Cohen e Barbara Konisky.

"As condições de Eitan apresentam melhora significativa", diz um boletim do Hospital Infantil Regina Margherita, de Turim. O menino segue internado na UTI por precaução e é acompanhado por uma tia e por uma avó que chegou de Israel nos últimos dias.

Três responsáveis pelo teleférico de Stresa-Mottarone chegaram a ser presos preventivamente, mas dois deles, Enrico Perocchi e Luigi Nerini, acabaram soltos no último sábado (29), enquanto o terceiro, Gabriele Tadini, foi colocado em detenção domiciliar.

Já se sabe que um sistema que impedia o acionamento dos freios de emergência tinha sido deixado no teleférico de propósito para evitar seu fechamento devido a problemas técnicos presentes havia vários dias.

No entanto, os investigadores ainda tentam descobrir o que causou o rompimento do cabo de tração, que fez a cabine recuar em alta velocidade e se chocar contra um pilar, caindo em seguida de uma altura de 20 metros e deslizando montanha abaixo até parar em um bosque.

Contudo, esses desdobramentos provavelmente teriam sido evitados se os freios de emergência do teleférico não tivessem sido bloqueados.

Da Ansa

COMENTÁRIOS dos leitores