Rússia começará vacinação em massa na próxima semana

Em dezembro, a Rússia começou a vacinar segmentos prioritários da população, especialmente os idosos, profissionais da saúde e da educação

qua, 13/01/2021 - 10:51
Mikhail Klimentyev, Mikhail KLIMENTYEV O presidente da Rússia, Vladimir Putin Mikhail Klimentyev, Mikhail KLIMENTYEV

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou nesta quarta-feira (13) que a campanha de vacinação em massa contra o coronavírus comece na próxima semana, chamando a Sputnik V, o nome de sua vacina, de "a melhor do mundo".

"Peço para começar a vacinação em massa de toda a população a partir da próxima semana", disse Putin em uma reunião governamental por videoconferência.

Em dezembro, a Rússia começou a vacinar segmentos prioritários da população, especialmente os idosos, profissionais da saúde e da educação, expandindo gradualmente a imunização para mais cidadãos.

De acordo com o Fundo Soberano da Rússia (RDIF), que financia a Sputnik V, mais de um milhão de pessoas na Rússia já foram vacinadas.

O país foi o primeiro no mundo a aprovar uma vacina contra o coronavírus, o que provocou críticas internacionais porque o anúncio foi considerado prematuro e nem todas as etapas necessárias haviam sido realizadas.

"A vacina russa, e isso está claro e os fatos confirmam, é a melhor do mundo, acredito", disse Putin, elogiando acima de tudo as condições de armazenamento e transporte, que "não exigem demandas extremas".

"É muito mais simples e eficaz", opinou, comparando-a a outras vacinas ocidentais.

A vice-primeira-ministra russa Tatiana Golikova, responsável pela saúde, disse que tudo está pronto para iniciar uma vacinação em massa a partir de segunda-feira.

A Rússia enfrenta uma forte segunda onda do coronavírus, mas as autoridades se recusam a decretar um confinamento nacional.

COMENTÁRIOS dos leitores