Parte da Espanha sai do confinamento e volta aos terraços

Cidade costeira da Catalunha, Tarragona está incluída na metade da Espanha que foi autorizada, nesta segunda-feira, a passar para a fase 1 do desconfinamento

seg, 11/05/2020 - 09:40
Lluís Gené Garçom serve clientes em estabelecimento na cidade espanhola de Tarragona, em 11 de maio de 2020 Lluís Gené

"Isto fazia muita falta", diz Jesús Vázquez. No primeiro dia do desconfinamento em metade da Espanha, a população voltou às ruas, e muitos retomaram o hábito de tomar uma bebida no terraço.

Depois de mais de dois meses sob um dos mais rígidos confinamentos da Europa para o coronavírus, "você valoriza ainda mais esses pequenos prazeres", disse Vázquez, um trabalhador de 51 anos que pediu um sanduíche e uma cerveja no terraço de Tarragona, na Catalunha (nordeste).

Há quatro pessoas na mesa, sentadas nos cantos para manter a devida distância. O filho dele, Alejandro, diz que está esperando o fim do dia de trabalho para reencontrar seus amigos.

Cidade costeira da Catalunha, Tarragona está incluída na metade da Espanha que foi autorizada, nesta segunda-feira, a passar para a fase 1 do desconfinamento. A previsão do governo é que esta etapa vá até o final de junho.

Madri e Barcelona, as duas maiores cidades do país e as mais atingidas pela nova epidemia de coronavírus, não conseguiram entrar na primeira fase.

A passagem de uma fase para a outra em cada região depende da evolução da epidemia, que no país deixou mais de 26.700 mortos, assim como de mostrar que seu sistema de saúde é capaz de responder a uma nova onda de contágios.

De acordo com o boletim do Ministério da Saúde divulgado hoje, nas últimas 24 horas, houve 123 mortes no país, 20 a menos do que no dia anterior, e bem abaixo do máximo registrado no início de abril de 950 em um único dia.

Com 373 novas infecções, os casos relatados de coronavírus na Espanha estão em 227.436, incluindo 48.320 profissionais de saúde, acrescenta o Ministério.

Nas áreas autorizadas a entrar na fase 1, nesta segunda, reuniões sociais de até dez pessoas são permitidas. Pequenos negócios, igrejas, museus e terraços de bares e restaurantes podem reabrir, mas com capacidade limitada.

Laia Sabaté, de 27 anos, aproveitou essas liberdades recuperadas para se encontrar com duas amigas e irem comprar um bolo de aniversário para um outro amigo.

"Fomos a uma padaria, tomamos café e pegamos um bolo para levar e fomos para a casa dele antes que ele fosse trabalhar", contou Laia, na praça da prefeitura em Tarragona.

COMENTÁRIOS dos leitores