Médica agredida ao atender idoso com suspeita de Covid-19

Filho do paciente desferiu socos na médica plantonista e foi levado para a delegacia

seg, 11/05/2020 - 10:56
Reprodução/Facebook Médica agredida ficará afastada por pelo menos sete dias Reprodução/Facebook

Uma médica plantonista foi agredida a socos por um filho de paciente com sintomas compatíveis com a Covid-19 em Barras-PI. A profissional teve hematomas no braço e está afastada das funções.

 Segundo o Conselho Regional de Medicina do Estado do Piauí (CRM-PI), a médica Nereida Carla Veras e Silva havia encaminhado um idoso para a área de atendimento aos pacientes com suspeita de Covid-19. O paciente apresentava dificuldade de respirar.

 O filho do paciente teria questionado o motivo do encaminhamento e, irritado, queria levar o prontuário do paciente, "tendo a médica orientado a solicitar uma cópia via protocolo, orientação confirmada pelo setor administrativo do hospital", diz o CRM-PI.

 Inconformado com a informação recebida, o acompanhante teria exigido que a médica registrasse o diagnóstico de Covid-19 na ficha do paciente, o que foi recusado pela médica por não haver confirmado. Nesse momento, o rapaz teria agredido Nereida física e verbalmente.

 A Polícia Militar foi acionada e encaminhou o suspeito para a delegacia, onde foi registrado o boletim de ocorrência. A médica foi submetida a exame de corpo de delito no domingo (10). Ela ficará afastada por pelo menos sete dias.

 A direção do hospital afirma que essa é a terceira vez que médica e colaboradores são agredidos física ou verbalmente no exercício da função.

COMENTÁRIOS dos leitores