Confederação Israelita denuncia post de Allan dos Santos

Segundo a Conib, o tweet do proprietário do perfil 'Terça Livre' despreza o sofrimento das vítimas do holocausto

por Lara Tôrres qua, 08/04/2020 - 16:42
Roque de Sá/Agência Senado . Roque de Sá/Agência Senado

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) anunciou em seu site e por meio das redes sociais, nesta quarta-feira (8), que denunciará uma postagem de conteúdo antissemita feita por Allan dos Santos, empresário que criou o canal e os perfis 'Terça Livre'.

Em sua publicação, Allan, que é um aliado de longa data do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tem defendido o uso da hidroxicloroquina, mesmo sem comprovação científica de sua eficácia, para tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). Ele fez uma comparação entre não usar o medicamento e a utilização de câmaras de gás utilizadas para exterminar judeus no Holocausto.

"Omitir o uso do cloroquina é o mesmo que deixar judeus na dúvida entre chuveiro e câmara de gás", escreveu Santos na noite dessa terça-feira (7). Em nota oficial, a Conib condenou “de forma veemente” o tweet pois, para a instituição, Allan Santos despreza sofrimento das vítimas do Holocausto, ao fazer alusões a câmaras de gás, relacionando-as ao uso de um remédio contra o coronavírus.

"Antissemitas e oportunistas estão sempre à espreita para, em momentos como este, fazerem ataques contra judeus e outras minorias", declarou a confederação. A Conib ainda alega que denunciou a publicação e está "examinando as alternativas legais".

LeiaJá também

--> A história alerta: o nazismo não deve ser saudado

--> Médicos alertam para os riscos do uso de hidroxicloroquina

--> Doria critica ataques a Uip: 'milicianos internautas'

COMENTÁRIOS dos leitores