Idosos que não obedecem isolamento cometem negligência

Muitas pessoas idosas têm desobedecido à recomendação de entidades internacionais e nacionais, para que se mantenham no isolamento social e não saiam de casa

qui, 26/03/2020 - 17:14
Júlio Gomes/LeiaJáImagens Júlio Gomes/LeiaJáImagens

Diante da situação emergencial provocada pela pandemia do Coronavírus (Covid-19), muitas pessoas idosas têm desobedecido à recomendação de entidades internacionais e nacionais, para que se mantenham no isolamento social e não saiam de casa, salvo em casos excepcionais ou de extrema necessidade, quando não houver ninguém para auxiliá-las.

O Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), órgão ligado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), informa que este tipo de atitude configura a violação de autonegligência. Não há punição para os casos, mas o Centro alerta aos familiares para que tentem pacificamente orientar essa camada da população.

Caso haja uma resistência em não acatar a orientação, o programa informa que os familiares e amigos busquem a ajuda de psicólogos ou assistentes sociais, de preferência nas residências, os quais farão uma escuta humanizada com a pessoa idosa, buscando auxiliar na conscientização. O CIAPPI recomenda, ainda, que os parentes fortaleçam os vínculos de afeto e se aproximem das pessoas idosas nesse momento de isolamento social, para que não se sintam sozinhas.

Também é essencial que reforcem os cuidados e chamem à atenção dos entes, esclarecendo-os de todos os riscos aos quais ficarão expostos ao sair de casa. “Estamos passando por um momento delicado, que exige cuidados especiais à pessoa idosa. Daqui a pouco tudo isso irá passar, mas, agora, é preciso rigor, é preciso cuidar de si e ficar em casa” explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Denúncias: Mesmo diante da pandemia do Coronavírus (Covid-19), o CIAPPI continua atuando. Denúncias de qualquer tipo de violação contra uma pessoa idosa podem ser feitas através dos telefones 3182-7649 / 3182-7607, no horário das 9h às 13h, ou no e-mail ciappi2016@gmail.com.

 

COMENTÁRIOS dos leitores