OMS: Itália está fazendo de tudo para conter coronavírus

O diretor-geral da Organização afirmou enxergar sinais positivos em relação à contenção do coronavírus na Itália, epicentro da pandemia na Europa

qua, 25/03/2020 - 17:40

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou enxergar sinais positivos em relação à contenção do coronavírus na Itália, epicentro da pandemia na Europa. "A Itália está fazendo tudo o que pode", destacou, durante entrevista coletiva, em Genebra, na Suíça.

Tedros também elogiou a decisão da Índia de impor quarentena total a toda sua população, ainda que o número de casos da doença do país ainda seja baixo. "Pedimos a todos os países que introduziram medidas de quarentena para aproveitar o período para atacar o vírus", instou.

O médico etíope reiterou que, junto com a Organização das Nações Unidas (ONU), a OMS lançou um programa para ajudar os países mais pobres em meio à pandemia. "Esta é mais que uma crise de saúde, e estamos comprometidos a trabalhar juntos para proteger as pessoas mais vulneráveis ao vírus e suas consequências", ressaltou Tedros, que convocou ainda os países do G20 a ajudar as nações de baixa renda.

Segundo o diretor-geral, o Fundo de Resposta Solidária da Covid-19, criado há duas semanas, recebeu mais de 200 mil doações. "O Fundo já arrecadou mais de US$ 95 milhões", revelou.

Tedros saudou, ainda, decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de adiar em um ano os Jogos Olímpicos de Tóquio, "uma decisão dura, mas inteligente" e o pedido da ONU por um cessar-fogo global enquanto durar a epidemia.

O diretor-executivo da OMS, Michael Ryan, que também participou da coletiva, disse que a falta de materiais médicos para o tratamento do coronavírus mostra que "o mundo não está pronto para uma pandemia".

COMENTÁRIOS dos leitores