Dicas para quem vai fazer o Imposto de Renda pela 1ª vez

Jovens precisam ficar atentos ao informe de rendimentos que recebe da empresa

por Alfredo Carvalho sex, 20/03/2020 - 20:48
Pxhere Pxhere

No início do mês, começou o período para a entrega da declaração do imposto de renda. Assim como em todos os anos, muitos jovens iniciam o processo para fazer sua primeira declaração. Porém, é comum que apareçam diversas dúvidas sobre como o procedimento deve ser realizado, já que o prazo segue correndo e termina às 23h59 de 30 de abril.

A assistente de saúde Alana Robert, XX anos, não esperava ter que declarar o imposto neste ano. "Agora que recebi os informes, tive que procurar orientação de como fazer e o que apresentar", conta. Para ela, muitas informações não estão claras, entre elas quais documentos devem ser apresentados e se deve fornecer informações sobre os bens que estão em seu nome, como carros ou imóveis.

O especialista em contabilidade e professor da Universidade Guarulhos (UNG) Adans Estevão reforça que os documentos necessários são informe de rendimentos, CPF do declarante, dos dependentes e dos alimentados, informe de saldo, e rendimentos bancários. "As demais informações devem ser obtidas dos bens, empréstimos e financiamentos que o declarante possuir", explica. Ele ainda enfatiza a importância de ser transparente na hora de declarar. "Se está registrado no nome de quem está fazendo a declaração, então automaticamente é de propriedade dessa pessoa", complementa.

O estudante de medicina João Farias, XX anos, diz investir em ações, apesar de ser um dependente. "O mais correto é que eu faça minha declaração a parte ou que eu declare junto à dos meus pais", questiona.

O especialista Estevão explica que as ações devem constar no imposto de renda de quem o declara, pois são ativas da pessoa que está investindo. "Os bens do pai e da mãe não se confundem com os bens do dependente".

A orientação para aqueles que vão fazer sua primeira declaração é de que precisam ficar atentos ao informe de rendimentos que recebe da empresa, e a se habituarem a preencher a declaração de forma completa. "A sua declaração de renda hoje tem valores menores, mas ela vai evoluir. Então é importante ter noção de tudo o que está sendo registrado", conclui Estevão.

 

COMENTÁRIOS dos leitores