Itália:ministro renuncia por falta de fundos para Educação

Sua saída do governo é um golpe para a coalizão governamental, formada pela centro-esquerda e pelo 'Movimento 5 Estrelas' (M5S)

qui, 26/12/2019 - 11:02
Marco BERTORELLO (Arquivo) O ministro da Educação italiano Lorenzo Fioramonti chega para participar da 45ª edição do fórum anual Marco BERTORELLO

O ministro da Educação italiano, Lorenzo Fioramonti, membro do movimento "5 Estrelas" (antissistema), anunciou nesta quinta-feira (26) sua demissão por não ter obtido do governo os fundos necessários para melhorar a situação das escolas e universidades.

"Em 23 de dezembro, enviei minha carta oficial de demissão como Ministro da Educação ... Aceitei minha missão com o único objetivo de mudar a tendência que por décadas coloca a escola, o ensino superior e a pesquisa italianos em condições muito complicadas e muito sofrimento ", afirmou o ministro em mensagem divulgada no Facebook.

Sua saída do governo é um golpe para a coalizão governamental, formada pela centro-esquerda e pelo "Movimento 5 Estrelas" (M5S), que depois de quatro meses no poder, já mostra importantes fissuras internas em várias questões, por exemplo, a migração.

Também revela os problemas do M5S, cujo líder, Luigi Di Maio, Ministro das Relações Exteriores, não é apreciado por todos, o que fez com que alguns membros do partido se unissem à extrema direita de Matteo Salvini.

COMENTÁRIOS dos leitores