Petróleo fecha em leve queda em meio a incertezas

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI para novembro caiu 0,11%, a US$ 52,75 o barril

seg, 07/10/2019 - 16:41

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão desta segunda-feira, 7, em leve queda, com investidores em compasso de espera pelas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China, cuja retomada está marcada para quinta-feira. O mercado opera em meio a incertezas sobre um desfecho para o encontro, o que desfavorece ativos de risco, como o petróleo.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do petróleo WTI para novembro caiu 0,11%, a US$ 52,75 o barril. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do petróleo Brent para dezembro recuou 0,03%, a US$ 58,35.

Investidores estão incertos em relação à nova rodada de negociações comerciais entre os EUA e a China. A retomada foi confirmada pela Casa Branca nesta manhã e deve ocorrer na quinta-feira, dia 10 de outubro. No entanto, segue no radar do mercado a notícia veiculada pela Bloomberg de que o país asiático não estaria disposto a fechar um acordo comercial "amplo", o que contém o apetite por risco e, consequentemente, pressiona as cotações de petróleo.

"A China disse que sua oferta aos EUA não incluirá compromissos na reforma da política industrial chinesa ou subsídios do governo", diz o BBVA. "Além disso, a investigação de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está levantando preocupações de prejudicar as negociações comerciais", completa a instituição, em relatório divulgado a clientes.

Um acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo poderia reduzir os efeitos da desaceleração global, o que afeta diretamente a demanda pela commodity energética.

Operadores monitoram, também, a divulgação do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que deve fornecer atualizações sobre o quadro de oferta e demanda de petróleo nos mercados internacionais.

Tags:

COMENTÁRIOS dos leitores